GAs em Ação - Emanuel Pedro Agostinho – Grupo 17: Loanda, Planaltina do Paraná, Santa Cruz de Monte Castelo e Santa Isabel do Ivaí

Quando o resultado se sobressai ao tempo de vivência em Rotary, associado como o governador assistente Emanuel não passaria despercebido pelo governador Edio Martello, que convocou o empresário Emanuel Pedro Agostinho, do Rotary Club de Santa Isabel do Ivaí, para ser GA do grupo 17, com apenas três anos e meio de Rotary. Nesse período ele foi presidente de DQA, da Fundação Rotária e presidente de clube em 2018-19. “Quando o governador Edio me fez o convite, eu pedi 15 dias para dar a resposta, não esperava. Como tenho uma empresa de consultoria ambiental e segurança do trabalho, tive que avaliar se teria condições de atender ao chamado do governador. Vontade não me faltou, então me organizei com meu sócio e minha família para estar focado nessa missão”, comenta Emanuel. Empolgado, ele ressalva que tem trabalho em conjunto com o coordenador distrital de Desenvolvimento do Quadro Associativo, Natanael de Souza e o colégio de governadores, para formar nos próximos meses o Rotary Club São Pedro do Paraná/Porto Rico. Cinco reuniões já foram realizadas e a cada uma delas, um governador tem contribuído com sua experiência para falar aos possíveis rotarianos sobre a dimensão do Rotary. “Em uma reunião, por exemplo, trouxemos o governador 2015-16 Renato Tavares para falar sobre a Fundação Rotária, como os projetos são realizados. Foi sensacional mostrar a dinâmica de como tudo funciona. Teve também o governador 2018-19 Carlos Naves que falou sobre as áreas de enfoque do Rotary. Estamos confiantes de que teremos um novo Rotary Club em breve, as pessoas estão bem empolgadas e interessadas em se juntar conosco para servir à comunidade”.    Larissa Nakao  Comunicação Corporativa

Postado em 17 de Setembro de 2019

EMPRESA CIDADÃ Moderna e antenada, TRIVIUN é referência nacional em mochilas escolares

Com certeza você já deve ter visto em alguma papelaria, mochilas e bolsas da marca TRIVIUN, assim como também em lojas virtuais na internet. Na Amazon, Americanas, Ponto Frio, Shoptime, entre outras, é possível comprar os produtos da marca, que conta com 42 Representantes em todo o Brasil. São mochilas, pastas catálogos, estojos, nécessaires, tudo produzido em Maringá. A marca faz parte do Grupo TN, responsável também pela marca TN Office, voltada para o público corporativo, com produtos de alta qualidade e design moderno. Há 25 anos no mercado, a empresa tem no comando os sócios Ronaldo Tramontin Vená e Rosely Vená de Oliveira, que são irmãos e o casal Orides Nicolao e Neiva Antonieta Bonassi Nicolao. Responsável pela Gestão de Pessoas, Neiva está neste ramo desde 1993, iniciando como representante e distribuidora ao lado do marido. Em 1999, ela e Orides entraram na sociedade. Segundo ela, a TRIVIUN foi idealizada para atender o público mais jovem, que já utilizava a linha escolar da antiga TN Bolsas, porém na época, através de estudos e consultorias, perceberam que o nome não tinha um apelo atrativo com os adolescentes. "O nome TRIVIUN significa 'o lugar onde três caminhos se encontram', mostrando os diferentes públicos que se unem, tendo nossos produtos como referência para sua própria identificação. Nosso público-alvo é o teen", explica a empresária. Seguindo ela, a escolha do lobo como símbolo da TRIVIUN foi um processo longo, mas que atingiu todas as expectativas, por ser um animal símbolo brasileiro e com instinto desbravador, representando assim os objetivos da marca. O Grupo TN trabalha com processos de produção e desenvolvimentos modernos e avançados, priorizando produtos com um design exclusivo e únicos, com vários diferenciais que agregam valor aos mesmos, devido aos processos de produção utilizados. A coleção é desenvolvida a cada um ano por uma equipe de profissionais do Setor de PDI (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) formado por estilistas, modelistas e piloteira, todos focados em inovação e melhoria contínua. "As coleções são desenvolvidas a partir das principais tendências que se encaixam com o nosso público final, pois, hoje em dia, os adolescentes estão cada vez mais antenados e exigentes no que desejam nos produtos. Nossa equipe busca informações através de sites especializados em tendências, palestras, feiras de moda e análise de produtos com o consumidor final, para não faltar detalhes e assertividade. Cada produto desenvolvido considera a ergonomia, o conforto, a estética, materiais resistentes e produção 100% nacional", detalha Neiva. Alguns produtos possuem um selo de tecido sustentável, que também é um dos cuidados que o Grupo TN tem com o meio ambiente e as novas tendências e exigências dos consumidores mais antenados. "Destaco que todas nossas mochilas têm um diferencial que são os compartimentos para notebook e portanto são espaços semi-térmicos. Segundo a empresária, a TRIVIUN procura se posicionar fora do mercado dos importados, por terem um produto com valores agregados, como: "handmade" (feito à mão), estudo de comportamento e tendências, garantia para o cliente, onde o índice de troca é muito baixo. "Com isso conseguimos fidelizar as papelarias que são nossos principais clientes. Temos também devido a situação do mercado, uma linha com preços mais atrativos que são os Combos, com valores mais baixos para aqueles que perderam poder de compra, mas querem as marcas TN Office/TRIVIUN; pois mantemos padrão de qualidade e garantia, atendimento diferenciado para quem precisa de bons produtos com preços mais acessíveis", ressalta. O Grupo TN possui aproximadamente 40 colaboradores internos, parcerias com facções e prestadores de serviços. Além de um cronograma de ações internas de capacitação e oficinas de líderes, os empresários oferecem aos envolvidos: incentivo escolaridade, pontualidade, programa 5S, fábrica de ideias e outros benefícios. Considera que faz parte dos valores da marca, "sempre trabalhamos ações solidárias por iniciativa própria, atualmente realizamos 4 ações anuais: 1– Páscoa Solidária: a cada 3 litros de leite que o colaborador doa, ele ganha 1 cupom para concorrer ao sorteio de 3 ovos de chocolate, que no final da campanha a empresa entrega como forma de incentivo. "A cada ano o número de litros vem aumentando, este ano fizemos em parceira com o Rotary ACIM e entregamos este ano na Rede Feminina de Combate ao Câncer mais de 1.400 litros", afirma Neiva.  2 - Campanha do Agasalho em junho: as arrecadações são entregues para a comunidade do Jardim Alvorada, onde fica a empresa, com isso contribuímos com quem está mais próximo, ou seja nosso entorno. 3 - Campanha de arrecadação de brinquedos em outubro: Entrega para entidades que atendem crianças como: o Lar Escola da Criança e a Creche Menino Jesus. 4- Campanha de Arrecadação de Alimentos (macarrão e óleo) em Novembro: contribuem com a confecção de cestas de alimentos para famílias atendidas pela Creche Menino Jesus. Foram 167  latas de pêssego, 548 macarrões e 837 litros de óleo arrecadados no ano passado.    Sobre se tornar uma Empresa Cidadã do Rotary International, a empresária comenta que mesmo sem poder avaliar o retorno do investimento em termos de vendas ainda, a parceria é bem positiva por acreditarem que estão fazendo o bem, associados a uma entidade séria.   "Atualmente usamos em nossas assinaturas de e-mail o Selo de Empresa Cidadã, em posts que fazemos pelo face Gestão de Pessoas e acreditamos que com o tempo isso passará a ser um valor percebido pelo consumidor, que já está observando e usando como opção de escolha as marcas que têm esse comprometimento sustentável em seu DNA", finaliza. Larissa Nakao  Comunicação Corporativa        

Postado em 10 de Setembro de 2019

Regras para os Subsídios Distritais e Globais

É obrigatória a qualificação do clube através da assinatura do MDE, Memorando de Entendimento (ANEXO 1), que deverá ser entregue em mãos pelo representante do clube, durante o SEMINÁRIO DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA, programado para o dia 21 de julho de 2019.   A participação financeira do distrito será de acordo com a per capita referente á contribuição total do clube , no ano 2018/19.   O Clube pode apresentar mais de 1 projeto, desde que a soma dos projetos não ultrapasse o valor previamente determinado pelo distrito.   Será necessário o preenchimento do formulário específico do projeto (ANEXO 2), a partir do dia 01/07/2019 e com prazo final de entrega dia 15/10/2019, encaminhados exclusivamente para o e-mail: subsidios@rotary4630.org.br, mediante a confirmação de recebimento.   Os projetos serão analisados pela comissão conforme chegada e respondidos com a confirmação ou com sugestões de correções.   O clube deverá estar em dia com suas obrigações financeiras junto à governadoria e ao Rotary International. O clube deverá ter CNPJ e conta corrente em banco.   Os projetos devem estar dentro das seis áreas de enfoque preconizadas pela Fundação Rotária (ver ANEXO 3). Toda documentação dos projetos: notas fiscais, orçamentos, etc, deverão ficar arquivados no clube para qualquer solicitação  1. Para Subsídio Distrital:  a) A participação distrital será no valor máximo de 1/3 do valor total do projeto apresentado, limitado ao valor correspondente á sua contribuição conforme planilha (ANEXO 4), podendo haver fator de redução.  b) Na participação financeira do projeto deverá estar o clube, um parceiro e o distrito, cada um com valor correspondente de contribuição no mínimo igual ou superior ao valor do distrito.  c) Poderá haver a junção de clubes no mesmo projeto somando-se as participações, sujeita a análise da comissão.  d) Os projetos serão analisados pela Subcomissão de Subsídios, Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária e pelo Governador Distrital, que respeitarão os critérios de aprovação do Rotary International.    2. Para Subsídio Global:  a) A participação distrital por projeto será limitada ao valor máximo correspondente á sua contribuição conforme planilha (ANEXO 4), podendo haver fator de redução.  b) O projeto poderá ter a participação de mais clubes, mas a participação do distrito é limitada ao artigo acima.  c) Os projetos serão recepcionados a partir de 1 de julho de 2019, até a data de 15 de outubro de 2019, onde serão analisados pelo CADRE, Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária e pelo Governador Distrital, que respeitarão os critérios de aprovação do Rotary International.  d) Os projetos selecionados pelo CADRE, serão encaminhados à Comissão Distrital da Fundação Rotária para os devidos procedimentos. Os recursos desses projetos serão assegurados até 15 de janeiro de 2020, quando deverão estarem emparceirados e em fase final de aprovação. Os projetos que não alcançarem essa fase terão seus recursos disponibilizados aos demais projetos não selecionados.  e) Todos os projetos que não conseguirem a aprovação junto a Fundação Rotária no ano 2019-20, deverão ser reapresentados no ano rotário seguinte, se assim desejarem dar continuidade ao processo. Escritório da Governadoria, 05 de julho de 2019.   Governador Distrital 2019-20 Edio Martello   Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária 2019-20 Antonio Carlos Cardoso   Presidente da Comissão Distrital de Serviços Internacionais Renato Tavares

Postado em 02 de Setembro de 2019

50 anos do homem na Lua e o Quadro Associativo: nada a ver?

Você sabia que Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na superfície da Lua em 20 de julho de 1969, há 50 anos, era rotariano honorário de Wapakoneta, Ohio ? Não estava sozinho: os astronautas Frank Borman, de Houston, Gordon Cooper, de Houston Space Center e Alan Shephard Jr, de Derry, New Hampshire, eram todos rotarianos honorários. Portanto, apesar de sonhar com a Lua, os rotarianos sempre mantiveram os pés na Terra.... Bem, nem sempre. Conseguiríamos realizar essa proeza, hoje, em 2019? A tecnologia deu um salto, a capacidade de processamento dos computadores da Apolo 11 hoje provavelmente caberia num computador médio, o conhecimento estelar e planetário foi exponencializado. Mas e o fator humano e social? Os jovens engenheiros “millennials” aceitariam o risco de algum erro e explodir o foguete, como ocorreu com a Apolo 1 em janeiro de 67? Confiaríamos nas equipes de trabalho atuais, com aversão ao risco e a gestões autoritárias ? Teríamos que montar equipes politicamente corretas? As mídias sociais não implodiriam o projeto diante do primeiro revés? O orçamento bilionário seria aprovado, num mundo com tantas necessidades prementes? Mas, o diretor ensandeceu? O que isso tem a ver com o quadro associativo do Rotary? O fato de que vários astronautas foram rotarianos é apenas sinal do prestígio que a instituição desfrutava junto a líderes comunitários, um bônus colateral. A mensagem é que, nos últimos 50 anos, a sociedade mudou visceralmente, e nós liderança temos que acompanhar essa tendência, agora em velocidade de escala geométrica, e não mais aritmética. Se não sintonizarmos a frequência da mudança, não superaremos o desafio de fazer o Rotary crescer, do presidente Mark Maloney. No Brasil e na América do Sul, somamos 74 mil rotarianos, contra 81 mil em 2011. Perdemos dez por cento do quadro, ainda menos do que os EUA e Japão, que perderam 20% cada. Qual a fórmula do crescimento? Explorar os vazios rotários? Temos 3500 clubes na América do Sul, mas estamos presentes em menos de mil cidades. Fundar clubes satélites? Há vários casos de sucesso em inúmeros distritos e parece ser uma alternativa à fórmula tradicional de clubes com exigência de frequência e periodicidade de reuniões. Elevar o Rotaract? Uma injeção de ânimo parece ter tomado conta dos jovens, afinal reconhecidos oficialmente como parceiros presentes do Rotary, não mais um futuro indefinido que estimulava a deserção. Talvez uma mescla de todos esses caminhos. Como diretor, vou liderar pelo exemplo, marcando presença em 18 seminários de quadro associativo até 7 de dezembro. Inclusive nos cinco distritos brasileiros que, por estarem entre 1100 e 1200 associados, sofrem com a perspectiva de novo redistritamento. Nossa tarefa é ajudar os distritos a superar, saudavelmente, a marca de 1300 associados até julho de 2020, e assim escapar da degola. O que valeu para a NASA de 1969 que ainda vale para o Rotary de 2019 em nosso continente? O sentido de missão, de trabalho conjunto, de foco nos objetivos, de aceitação dos riscos, da superação dos reveses e do pessimismo. Essas serão nossas diretrizes. Não construiremos foguetes, mas conexões entre as pessoas para continuar nossa missão de fazer o bem para o mundo, para as comunidades, e para nós mesmos. Mário César de Camargo - Diretor do Rotary International      

Postado em 01 de Setembro de 2019

Adote o "gimme 5" aqui também: compartilhe relatos de Pessoas em Ação com cinco conhecidos que precisam ouvir mais sobre o Rotary

Você deve ter notado que, para este ano rotário, eu adotei um novo gesto, que expressa não só parabéns, mas também propósito e sucesso compartilhados. Em inglês, ele é chamado de "high five" ou "gimme five" (significa, respectivamente, em tradução literal, cinco no alto e me dê cinco, em referência aos cinco dedos da mão que duas pessoas tocam no alto durante esse cumprimento; em português, é o gesto equivalente ao "toca aqui" ou "bate aqui").Para crianças na Mongólia ou Guatemala, esse símbolo simples carrega o mesmo significado. Conexão. Empenho. Vitória compartilhada.Nós também temos vitórias para comemorar. Nossa Fundação já presenciou mais de cem anos de vitórias. Vimos comunidades transformadas por fontes de água limpa e sanitários, e presenciamos o que a paz pode fazer por famílias de todo o mundo. E, graças ao que o Rotary tem feito, os casos de pólio caíram em 99,9%.Um "high five" é mais do que apenas um símbolo daquilo que temos feito. Ele simboliza o que vamos fazer: unir nossos talentos e fazer uma diferença duradoura.Essa é a nossa história e também o nosso plano para o futuro. Somos Pessoas em Ação e nosso trabalho cria mudanças sustentáveis. É fácil provocar mudanças e fazer a diferença. Mas é mais difícil causar mudanças duradouras. Por isso, precisamos de uma estratégia. Quando eu estava no ensino médio, jogava basquete e acabei virando capitão do meu time. Isso não aconteceu porque eu era alto, mas sim por ser rápido com meus pés e bom ao estruturar uma vitória. Eu sabia que, para cada movimento ser produtivo, era preciso um plano. No Rotary também é assim. Neste ano, lançamos nosso novo Plano Estratégico, elaborado com a contribuição de clubes do mundo inteiro, com o objetivo de reunir mais pessoas, aumentar nosso impacto e criar mudanças duradouras globalmente.Para apoiar essa visão, estabelecemos uma meta de captação de recursos ambiciosa e abrangente de US$400 milhões para este ano. Ela inclui US$140 milhões para o Fundo Anual; US$150 milhões para o Pólio Plus (sendo que, se rotarianos e amigos da nossa Fundação doarem US$50 milhões, a Fundação Bill e Melinda Gates fará a equiparação de 2:1, doando US$100 milhões); US$75 milhões para nosso Fundo de Dotação e US$35 milhões em contribuições para outras áreas, como Subsídios Globais aprovados. Nosso objetivo para o Fundo de Dotação é de US$75 milhões em compromissos e doações diretas. E isso faz parte de uma meta maior de US$2,025 bilhões até 2025. É um objetivo ambicioso, mas algo que podemos alcançar, e será nosso presente para os rotarianos de amanhã. Temos outras prioridades nas quais queremos trabalhar neste ano rotário. Uma delas é tornar o uso do Fundo Distrital de Utilização Controlada (FDUC) uma prioridade para financiar Subsídios Distritais, Subsídios Globais, Pólio Plus e Centros Rotary pela Paz. Analise os relatórios do seu distrito. Quanto do FDUC foi utilizado no ano passado? Você está no caminho certo para usá-lo por completo esse ano? Lembrando que, desde 1º de julho de 2019, contribuições em FDUC são equiparadas em 1:1 pelo Fundo Mundial. Após a equiparação de 2:1 da Fundação Bill e Melinda Gates, as contribuições para o FDUC produzirão uma equiparação de 6:1!Se ainda não o fez, comece a conversar com os rotarianos do seu distrito sobre alocar esses fundos. No espírito do "gimme 5", gaste pelo menos 5% a mais do que no ano passado. Também queremos incentivar rotarianos de todos os lugares a contarem a história do Rotary para que o mundo saiba o que a família rotária, com o apoio da nossa Fundação, está fazendo ao redor do planeta. Um ótimo exemplo é o nosso papel na erradicação da pólio.Adote o "gimme 5" aqui também: compartilhe relatos de Pessoas em Ação com cinco conhecidos que precisam ouvir mais sobre o Rotary. Talvez todos eles fiquem inspirados pelo que você contou e também decidam ser rotarianos.Conte a história do Rotary. Seja embaixador da nossa organização aonde quer que vá e promova o que estamos fazendo. Assim, nossa Fundação se fortalecerá, e seremos capazes de estruturar mais vitórias para aqueles que servimos. Gary HuangChair da Fundação Rotária, 2019-20

Postado em 28 de Agosto de 2019

“Impossível mensurar o trabalho do Rotary nas cidades”, diz prefeito de Campo Mourão

Tauillo Tezelli, empresário, 61 anos, é natural e prefeito de Campo Mourão. Entrou na carreira política aos 35 anos, em 1992, quando foi eleito vice-prefeito do mandato de Rubens Bueno. Quatro anos depois tornou-se prefeito da cidade e em 2000 foi reeleito. “Em 2016 me tornei prefeito pela terceira vez. Organizações como o Rotary são de grande valia. O Rotary foi muito importante na formação de Campo Mourão, participando ativamente de projetos em escolas, na saúde, entidades sociais e diversos programas. Sempre melhorando a vida das pessoas. É impossível mensurar todo esse trabalho”, afirma Tauillo. Segundo o prefeito, além de contribuir com o desenvolvimento da cidade, ele enxerga o Rotary como um meio para que se tenha menos desigualdades. “Vejo os seus membros como pessoas muito articuladas em prol da sociedade, nas mais diversas instituições, colaborando para que as diferenças sociais sejam mínimas”, afirma. De acordo com Tauillo, os Rotary Clubs de Campo Mourão participaram efetivamente na criação de vários benefícios para a população, em várias áreas, tais como escolas, faculdades, gabinetes odontológicos, ônibus para coleta de sangue, casas populares, trabalhos pela APAE, em prol do Hospital Regional, criação de um banco de leite, campanhas de vacinação, além de ações de qualificação profissional e ambientais. “Em cidades que têm Rotary Clubs, a administração municipal conta com um forte parceiro. O município tem uma enorme gratidão aos Rotary Clubs por tudo que foi feito em Campo Mourão”, frisa. Larissa Nakao Comunicação Corporativa

Postado em 27 de Agosto de 2019

Rotary Club de Campo Mourão Gralha Azul recebe Moção de Congratulações

A Câmara Municipal de Vereadores de Campo Mourão prestou na noite de ontem, terça-feira, uma homenagem ao Rotary Club de Campo Mourão Gralha Azul, com a entrega de uma MOÇÃO DE CONGRATULAÇÕES, pelos 40 anos de bons e relevantes serviços humanitários prestados à comunidade. O clube foi fundado em 31 de maio de 1979. A autora deste projeto foi a vereadora Nelita Piacentini, que fez a entrega da Moção de Congratulações no Plenário da Câmara, ao presidente do clube Gerson José Batista, acompanhados pelo prefeito municipal Tauillo Tezelli e pelos fundadores do clube Dr. Marcos Corpa e Sr. Pedro Paulo Peron. Após a solenidade os rotarianos e convidados foram recepcionados com um jantar na Casa da Amizade.   HISTÓRIA Em 1979, o Rotary Club de Campo Mourão sob a presidência de Leonel Sonsin comemorava 10 anos de fundação e contava com um grande número de companheiros.  Era inclusive o único da cidade e havia grandes lideranças em várias categorias profissionais.  Foi formada uma comissão pró fundação de um novo clube de Rotary, presidida por Doracy Scorsato .  No dia 24 de abril de 1979, aconteceu a solenidade de fundação e a primeira reunião do Rotary Club de Campo Mourão Gralha Azul, cujo nome foi escolhido pelo clube padrinho em homenagem à ave símbolo do Estado do Paraná. O clube começou com 22 associados e teve Ayrton Paulo Cerqueira Alves como primeiro presidente. Em 31 de maio de 1979 foi oficialmente reconhecido pelo ROTARY INTERNATIONAL através da CARTA CONSTITUTIVA. Hoje o clube tem 57 associados e entre seus membros ainda permanecem dois companheiros fundadores: MARCOS ANTONIO CORPA e PEDRO PAULO PERON.   PRAÇA HOMENAGEIA PRIMEIRO PRESIDENTE   A Gralha Azul está em um dos pontos estratégicos de Campo Mourão, na praça no final da Av. Capitão Índio Bandeira, na saída para Maringá. O pássaro em ferro celebra e homenageia um dos principais nomes do Rotary Gralha Azul, o seu primeiro presidente Ayrton Paulo Cerqueira Alves. A homenagem foi oficializada durante a gestão do prefeito Rubens Bueno, pelo então prefeito em exercício, o vice Tauillo Tezelli. O decreto de número 817/93 nomeia a praça e perpetua o nome do valoroso companheiro. O projeto teve origem no Legislativo através do vereador Jose Haito Doi.   MARCO ROTÁRIO Entre as marcas físicas do Rotary Club de Campo Mourão Gralha Azul está o Marco Rotário, localizado nas margens do Parque Industrial na Rodovia para Goioerê, em comemoração aos seus 10 anos de história. Destaca-se na praça em frente à Estação Rodoviária um imponente Marco Rotário alusivo ao Centenário de Rotary International, inaugurado em fevereiro de 2005, construído pelos Rotary Clubs de Campo Mourão e cuja Comissão de Construção foi presidida pelo Rotary Campo Mourão Gralha Azul.   APAE e ROTARY: PARCEIROS PELA VIDA Com a APAE de Campo Mourão, o Gralha Azul tem estabelecido uma parceria profícua que leva melhoria de qualidade de vida para centenas de pessoas. São do Rotary Gralha Azul iniciativas como a compra de um ônibus adaptado em parceria com o Rotary Club Eckenford (Alemanha) para transporte dos alunos da escola especial Josephina Nunes, aquisição de um veículo Fiat/Strada, construção de um auditório e  instalação de gabinete odontológico na APAE em parceria com o Rotary de East Grand Forks (EUA), construção da  equoterapia, construção de salas de fisioterapia, salas de aula para o Centro Dia  e Galpão “Gralha Azul”, além de  um projeto de instalação de energia solar fotovoltaica na APAE RURAL.  Há 25 anos que o Rotary Gralha Azul dedica-se à APAE, sendo uma das suas principais atividades anuais, a realização da PORCOFEST- Festa do Porco no Rolete.   ROTARY GRALHA AZUL E ENTIDADES BENEFICENTES Através do trabalho voluntário dos seus associados, várias entidades foram e são comtempladas tais como: Lar dos Velhinhos, Casa das Fraldas, CTR, Lar Miriam, Lar Dom Bosco Comunidade Terapêutica, Casa de Passagem São José, Casa de Apoio aos Doentes de Câncer em Campo Mourão, INCAM (Destaque pela promoção do Café Solidário aos pacientes e acompanhantes) dentre outras. Doação de um veículo Kombi ao CTR, auxílio na divulgação da doação do Imposto de Renda à fundos Municipais voltados à criança, adolescentes e Idosos.   MORADIA SOLIDÁRIA No Jardim Santa Nilce II em Campo Mourão sete casas foram edificadas pela solidariedade dos companheiros rotarianos na década de 1990. O Rotary Gralha Azul foi um dos participantes desta ação realizada em parceria com o município que doou o terreno, projeto das casas, terraplanagem, ligações de água e energia elétrica.   EXPANDIR É SINAL DE VIDA Cumprindo sua missão de perseverar na trilha do servir e estender a mão ao próximo o Rotary Gralha Azul se destacou na formação de novos clubes para o Distrito 4630: Em 1985  apadrinhou a fundação do Rotary Club de Mamborê; Em 1991 o Rotary Club de Boa Esperança; Em 2004 a fundação do Rotary Club de Campo Mourão Lago Azul; Em 2014  fundou o Rotary Club de Peabiru e Em 2018 participou da fundação do Rotary Club de Luiziana.     INTERCÂMBIOS ENRIQUECEM A VIDA Além de receber visitantes de várias partes do mundo, os mourãoenses também tiveram a oportunidade de estar no exterior através de diversas modalidades de intercâmbios, nos EUA, Holanda, Alemanha, Austrália, México, Chile, Nova Zelândia, Índia, Venezuela, Dinamarca, Equador, Peru, entre outros países.     ROTARY GRALHA AZUL, DISTRITO 4630 e ROTARY INTERNATIONAL Classifica-se como o 2º maior clube do Distrito 4630 e um dos maiores do Brasil. Ajudou e ajuda muito, com destaque no conjunto dos clubes do Distrito 4630 nas operações e programas recomendados por Rotary International. Orgulhosamente, na comemoração dos seus 40 anos, o Rotary Gralha Azul teve pela primeira vez na direção máxima do Distrito 4630, no cargo de Governador Distrital 2018-19 o seu companheiro CARLOS ROBERTO NAVES DE SOUZA e esposa ANA MARCIA. Na gestão 2021-22 o companheiro Wilson Pereira de Godoy do Rotary Club de Iretama, oriundo do quadro associativo do Rotary Club de Campo Mourão Gralha Azul será governador do Distrito 4630.   PARTICIPAÇÃO EM PROJETOS DISTRITAIS e GLOBAIS Juntamente com a Fundação Rotária, clubes e empresas parceiras, dentre varias ações, o Rotary Club de Campo Mourão Gralha Azul foi participante da instalação do Banco de Leite Materno na Santa Casa de Campo Mourão, aquisição de veículos para utilização na área de saúde nas cidades de Osorno e Los Angeles, no Chile.  Também participou do projeto da Biblioteca Container em Peabiru e do Projeto Read Kids na Alemanha. Desde 1985 participa ativamente no Programa de Erradicação Mundial da Poliomielite. Através de contribuições anuais à Fundação Rotaria participa de inúmeros projetos humanitários ao redor do mundo.   PARTICIPAÇAO ROTARIANOS GRALHA AZUL NA COMUNIDADE Os associados do Rotary Gralha Azul são participativos na comunidade, já tendo ocupado presidência na APAE, ACICAM, Conselho de Segurança, Secretaria de Obras e Planejamento, Secretaria de Saúde, Federação das APAEs do Estado do Paraná e atualmente na Federação Nacional das APAEs.                      

Postado em 22 de Agosto de 2019

Ver todos

3ª Noite Anos Dourados - Cover Queen Tribute

3ª Noite dos Anos Dourados - Banda Cover Queen Tribute + Banda Metropole, evento beneficente do Rotary Club de Maringá Aeroporto em prol da Santa Casa de Maringá, com o objetivo de um Projeto de Rotary para a aquisição de máquinas de Hemodialise. O show será no Lebloc e os ingressos poderão ser adquiridos no site aloingressos

Em 20/09/2019 por Rotary Club de Maringá-Aeroporto

GAs em Ação - Emanuel Pedro Agostinho – Grupo 17: Loanda, Planaltina do Paraná, Santa Cruz de Monte Castelo e Santa Isabel do Ivaí

Quando o resultado se sobressai ao tempo de vivência em Rotary, associado como o governador assistente Emanuel não passaria despercebido pelo governador Edio Martello, que convocou o empresário Emanuel Pedro Agostinho, do Rotary Club de Santa Isabel do Ivaí, para ser GA do grupo 17, com apenas três anos e meio de Rotary. Nesse período ele foi presidente de DQA, da Fundação Rotária e presidente de clube em 2018-19. “Quando o governador Edio me fez o convite, eu pedi 15 dias para dar a resposta, não esperava. Como tenho uma empresa de consultoria ambiental e segurança do trabalho, tive que avaliar se teria condições de atender ao chamado do governador. Vontade não me faltou, então me organizei com meu sócio e minha família para estar focado nessa missão”, comenta Emanuel. Empolgado, ele ressalva que tem trabalho em conjunto com o coordenador distrital de Desenvolvimento do Quadro Associativo, Natanael de Souza e o colégio de governadores, para formar nos próximos meses o Rotary Club São Pedro do Paraná/Porto Rico. Cinco reuniões já foram realizadas e a cada uma delas, um governador tem contribuído com sua experiência para falar aos possíveis rotarianos sobre a dimensão do Rotary. “Em uma reunião, por exemplo, trouxemos o governador 2015-16 Renato Tavares para falar sobre a Fundação Rotária, como os projetos são realizados. Foi sensacional mostrar a dinâmica de como tudo funciona. Teve também o governador 2018-19 Carlos Naves que falou sobre as áreas de enfoque do Rotary. Estamos confiantes de que teremos um novo Rotary Club em breve, as pessoas estão bem empolgadas e interessadas em se juntar conosco para servir à comunidade”.    Larissa Nakao  Comunicação Corporativa

Em 17/09/2019 por Distrito 4630

RC Satélite de Rancho Alegre D'Oeste realizou coleta de lixo eletrônico

O Rotary Club Satélite de Rancho Alegre do Oeste realizou na manhã de sábado, 14, a 1ª coleta de Lixo Eletrônico, visando dar a destinação correta a este tipo de material, buscando a preservação do meio-ambiente. A coleta de lixo eletrônico contou com a parceria da Prefeitura Municipal e Sicredi, e foi um grande sucesso. Ao final, houve o sorteio de uma caderneta de poupança Sicredi no valor de R$ 150,00 entre as pessoas que descartaram seus lixos eletrônicos durante a campanha. Também houve apresentações culturais.O Rotary Club de Rancho Alegre do Oeste será oficializado no próximo dia 5 de outubro, mas já realiza muitas ações na comunidade e tem outras atividades agendadas para os próximos meses.O presidente do Rotary Club de Rancho Alegre, Sebastião Polato, destacou o sucesso da campanha de coleta de lixo eletrônico e agradeceu a todos que se envolveram na organização e também participaram do evento.A prefeita Suely Alves Pereira da Silva, que acompanhou a realização do evento, parabenizou ao Rotary pela iniciativa e também agradeceu a todos pelo envolvimento nesta ação na comunidade.  Fonte: Goionews  

Em 16/09/2019 por Rotary Club de Goioerê

EMPRESA CIDADÃ Moderna e antenada, TRIVIUN é referência nacional em mochilas escolares

Com certeza você já deve ter visto em alguma papelaria, mochilas e bolsas da marca TRIVIUN, assim como também em lojas virtuais na internet. Na Amazon, Americanas, Ponto Frio, Shoptime, entre outras, é possível comprar os produtos da marca, que conta com 42 Representantes em todo o Brasil. São mochilas, pastas catálogos, estojos, nécessaires, tudo produzido em Maringá. A marca faz parte do Grupo TN, responsável também pela marca TN Office, voltada para o público corporativo, com produtos de alta qualidade e design moderno. Há 25 anos no mercado, a empresa tem no comando os sócios Ronaldo Tramontin Vená e Rosely Vená de Oliveira, que são irmãos e o casal Orides Nicolao e Neiva Antonieta Bonassi Nicolao. Responsável pela Gestão de Pessoas, Neiva está neste ramo desde 1993, iniciando como representante e distribuidora ao lado do marido. Em 1999, ela e Orides entraram na sociedade. Segundo ela, a TRIVIUN foi idealizada para atender o público mais jovem, que já utilizava a linha escolar da antiga TN Bolsas, porém na época, através de estudos e consultorias, perceberam que o nome não tinha um apelo atrativo com os adolescentes. "O nome TRIVIUN significa 'o lugar onde três caminhos se encontram', mostrando os diferentes públicos que se unem, tendo nossos produtos como referência para sua própria identificação. Nosso público-alvo é o teen", explica a empresária. Seguindo ela, a escolha do lobo como símbolo da TRIVIUN foi um processo longo, mas que atingiu todas as expectativas, por ser um animal símbolo brasileiro e com instinto desbravador, representando assim os objetivos da marca. O Grupo TN trabalha com processos de produção e desenvolvimentos modernos e avançados, priorizando produtos com um design exclusivo e únicos, com vários diferenciais que agregam valor aos mesmos, devido aos processos de produção utilizados. A coleção é desenvolvida a cada um ano por uma equipe de profissionais do Setor de PDI (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) formado por estilistas, modelistas e piloteira, todos focados em inovação e melhoria contínua. "As coleções são desenvolvidas a partir das principais tendências que se encaixam com o nosso público final, pois, hoje em dia, os adolescentes estão cada vez mais antenados e exigentes no que desejam nos produtos. Nossa equipe busca informações através de sites especializados em tendências, palestras, feiras de moda e análise de produtos com o consumidor final, para não faltar detalhes e assertividade. Cada produto desenvolvido considera a ergonomia, o conforto, a estética, materiais resistentes e produção 100% nacional", detalha Neiva. Alguns produtos possuem um selo de tecido sustentável, que também é um dos cuidados que o Grupo TN tem com o meio ambiente e as novas tendências e exigências dos consumidores mais antenados. "Destaco que todas nossas mochilas têm um diferencial que são os compartimentos para notebook e portanto são espaços semi-térmicos. Segundo a empresária, a TRIVIUN procura se posicionar fora do mercado dos importados, por terem um produto com valores agregados, como: "handmade" (feito à mão), estudo de comportamento e tendências, garantia para o cliente, onde o índice de troca é muito baixo. "Com isso conseguimos fidelizar as papelarias que são nossos principais clientes. Temos também devido a situação do mercado, uma linha com preços mais atrativos que são os Combos, com valores mais baixos para aqueles que perderam poder de compra, mas querem as marcas TN Office/TRIVIUN; pois mantemos padrão de qualidade e garantia, atendimento diferenciado para quem precisa de bons produtos com preços mais acessíveis", ressalta. O Grupo TN possui aproximadamente 40 colaboradores internos, parcerias com facções e prestadores de serviços. Além de um cronograma de ações internas de capacitação e oficinas de líderes, os empresários oferecem aos envolvidos: incentivo escolaridade, pontualidade, programa 5S, fábrica de ideias e outros benefícios. Considera que faz parte dos valores da marca, "sempre trabalhamos ações solidárias por iniciativa própria, atualmente realizamos 4 ações anuais: 1– Páscoa Solidária: a cada 3 litros de leite que o colaborador doa, ele ganha 1 cupom para concorrer ao sorteio de 3 ovos de chocolate, que no final da campanha a empresa entrega como forma de incentivo. "A cada ano o número de litros vem aumentando, este ano fizemos em parceira com o Rotary ACIM e entregamos este ano na Rede Feminina de Combate ao Câncer mais de 1.400 litros", afirma Neiva.  2 - Campanha do Agasalho em junho: as arrecadações são entregues para a comunidade do Jardim Alvorada, onde fica a empresa, com isso contribuímos com quem está mais próximo, ou seja nosso entorno. 3 - Campanha de arrecadação de brinquedos em outubro: Entrega para entidades que atendem crianças como: o Lar Escola da Criança e a Creche Menino Jesus. 4- Campanha de Arrecadação de Alimentos (macarrão e óleo) em Novembro: contribuem com a confecção de cestas de alimentos para famílias atendidas pela Creche Menino Jesus. Foram 167  latas de pêssego, 548 macarrões e 837 litros de óleo arrecadados no ano passado.    Sobre se tornar uma Empresa Cidadã do Rotary International, a empresária comenta que mesmo sem poder avaliar o retorno do investimento em termos de vendas ainda, a parceria é bem positiva por acreditarem que estão fazendo o bem, associados a uma entidade séria.   "Atualmente usamos em nossas assinaturas de e-mail o Selo de Empresa Cidadã, em posts que fazemos pelo face Gestão de Pessoas e acreditamos que com o tempo isso passará a ser um valor percebido pelo consumidor, que já está observando e usando como opção de escolha as marcas que têm esse comprometimento sustentável em seu DNA", finaliza. Larissa Nakao  Comunicação Corporativa        

Em 10/09/2019 por Distrito 4630

Localizar site dos clubes